31 de outubro de 2014

Universidade Estadual da Paraíba sedia 20ª edição do Encontro de Genética do Nordeste

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) será sede da 20ª edição do Encontro de Genética do Nordeste, que será realizado em Campina Grande, de 4 a 7 de novembro de 2014. O evento vai reunir universidades federais, estaduais, instituições de pesquisa, como a Embrapa Algodão e o Instituto Nacional do Semiárido (INSA), sendo um polo produtor de conhecimento na área agrícola e de saúde.
Pesquisadores, professores e estudantes das diferentes áreas da genética do Nordeste, bem como convidados de outras regiões, irão participar do evento com o objetivo de promover a divulgação do conhecimento científico junto à comunidade acadêmica, científica e à população da região.
Nos cinco dias do Encontro serão discutidas as principais descobertas na área de genética na forma de conferências, mesas redondas, minicursos, palestras, comunicações orais e pôsteres. O evento também abrigará o 2º Simpósio de Genética Humana e Médica do Nordeste e a já tradicional “Genética na Praça”. Uma das inovações deste ano será o 1º Fórum de Pós-Graduação em Genética do Nordeste/ 4ª Jornada da Pós-Graduação em Genética da UFPE, iniciativas que pretendem integrar pós-graduandos atuantes em genética de diferentes instituições e estados do Nordeste e selecionar trabalhos para apresentação oral com direito a prêmio.
O Encontro de Genética do Nordeste é um evento apoiado pela Sociedade Brasileira de Genética, o qual reúne a cada dois anos centenas de pesquisadores, professores e alunos envolvidos com pesquisas na área de genética e suas interfaces no âmbito das ciências biológicas, da saúde e da agropecuária. O evento tem periodicidade bienal, tendo ocorrido pela última vez em 2012, em Petrolina (PE) e Juazeiro (BA).
Na programação, estão previstas a realização de 11 conferências, 16 mesas-redondas e 15 minicursos, além de sessões de painéis. Paralelamente ocorrerá o 3º Simpósio de Genética Humana e Médica do Nordeste e a programação especial do “Genética na Praça”, com exposições, oficinas, exposição de pôsteres e palestras destinadas aos educadores e professores que atuam no Ensino de Biologia.
O evento contará com área destinada à instalação de estandes para exposição de produtos e equipamentos por empresas e editoras, além de uma programação de palestras técnicas apresentadas pelas empresas que atuam no setor da Biotecnologia, Genética Humana, Microorganismos e Agropecuária.
Mais informações no site http://www.engene-sbg.com.br.

Comissão Organizadora do 9º Comunicurtas UEPB amplia prazo para inscrição em oficinas temáticas

A Comissão Organizadora da 9ª edição do Festival Audiovisual de Campina Grande – Comunicurtas UEPB ampliou o prazo para inscrição de interessados em participar das oficinas temáticas do evento. O novo prazo segue até o dia 7 de novembro. Cada participante pode se inscrever em apenas uma oficina, mediante preenchimento de ficha de inscrição (disponível no site www.uepb.edu.br/comunicurtasuepb – menu “Documentos”) e envio, juntamente com a cópia de um documento com foto, para o email comunicurtasuepb@uepb.edu.br.
Paras as oficinas serão oferecidas 210 vagas, sendo seis turmas com até 35 alunos cada. Os temas são diversos: “Elaboração de projetos e captação de recursos”, “Roteiro para produção audiovisual”, “Produção colaborativa e de baixo orçamento”, “Realização audiovisual em redes colaborativas e filmagem, edição e finalização de vídeo”, “Cinema e novas mídias” e “Restauração, preservação e administração de acervos audiovisuais ou cinematográficos”.
Sobre o Comunicurtas
O Festival Audiovisual de Campina Grande – Comunicurtas UEPB é um espaço para difusão e exibição de curtas-metragens locais, regionais e nacionais. A proposta é divulgar e democratizar o cinema na Paraíba, visando socializar e aumentar a produção local. Além disso, o Festival também tem em vista o reconhecimento dos profissionais da publicidade, do telejornalismo e demais pessoas envolvidas em produções audiovisuais no Estado.
Outras informações: (83) 3315-3489 / 3315-3438 / 3315-3439

30 de outubro de 2014

Universidade Estadual firma convênio com a Acadepol da Paraíba para oferta de cursos de pós-graduação

O reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), professor Rangel Junior, recebeu na tarde desta quarta-feira (29), no Câmpus I, em Campina Grande, o diretor da Academia de Ensino de Polícia (Acadepol-PB), Severiano Pedro do Nascimento Filho, e o diretor adjunto, Bérgson Almeida de Vasconcelos, para assinarem um contrato de realização de cursos de especialização voltados a servidores da segurança pública.
convacd4A parceria, firmada entre a UEPB e a Secretaria da Segurança e da Defesa Social, tem em vista oferecer cursos de especialização em Gestão Estratégica em Segurança Pública e em Inteligência Policial e Análise Criminal, que terão início já no primeiro semestre de 2015.
As aulas acontecerão na sede da Acadepol, em João Pessoa, e têm como foco desenvolver na Polícia Civil da Paraíba gestores e formuladores de estratégias e políticas de segurança pública, além de poder capacitar profissionais da área policial e criminal em teorias, técnicas e métodos em inteligência policial e análise criminal.

PERSEVERE SEMPRE! NUNCA DESISTA!

A vida é feita de desafios e cada experiência – seja ela boa ou ruim – deve nos levar a um patamar melhor. Nas Escrituras vemos claramente que Deus não trabalha no caráter das pessoas em tempos de bonança. José foi traído, vendido como escravo pelos irmãos, acusado de tentativa de estupro e de falsas acusações antes de chegar ao posto de primeiro ministro do Egito. Davi cuidou de ovelhas sem ser notado pelo pai e seus irmãos, lutou contra um urso e um leão, foi desprezado por muitos (pelos irmãos mais velhos, por Saul e por Golias) por ser “jovem, ruivo e de boa aparência” (1Samuel 17:42). Foi perseguido por Saul e se escondeu em cavernas e desertos antes de chegar ao trono de Israel.
Pr. Gilson Souto Maior Jr.
Igreja Batista do Estoril - Bauru-SP

Abraão recebeu a promessa, mas não sem as provas, pois durante vinte e cinco anos foi moldado para receber Isaque em seus braços. Anos mais tarde a Bíblia diz que Isaque orou por Rebeca e teve que esperar vinte anos até que nascesse Jacó e Esaú. Cada homem e mulher da Bíblia teve que perseverar diante de promessas grandiosas, assim como Moisés que “Pela fé, ele deixou o Egito, não temendo a ira do rei, e perseverou como quem vê aquele que é invisível” (Hebreus 11:27).
Sim, antes da concretização da promessa é necessário perseverar. E nós precisamos aprender isso com mais afinco, pois somos parte de uma geração que desaprendeu a ficar parado e em silêncio. Estamos cercados de equipamentos eletrônicos e barulho, onde as coisas parecem que são resolvidas na velocidade 4G. Entretanto, Deus trabalha na velocidade Dele: 1P e 2J. Ou seja, uma perseverança e dois joelhos no chão.
O apóstolo Tiago nos faz uma séria advertência no início de sua carta: “Meus irmãos, considerai motivo de grande alegria o fato de passardes por várias provações, sabendo que a prova da vossa fé produz perseverança; e a perseverança deve ter ação perfeita, para que sejais aperfeiçoados e completos, sem vos faltar coisa alguma” (Tiago 1:2-4). As provações são instrumentos de Deus para o nosso aperfeiçoamento espiritual. Tiago fala de perseverança como sendo o primeiro produto da fé que é provada. A palavra grega hupomonê, que geralmente é traduzido por “paciência, perseverança”, não tem uma palavra exclusiva no português que possa transmitir o seu significado mais completo. Essa palavra “é a qualidade que mantém o homem em pé enfrentando o vento. É a virtude que pode transmutar a provação mais severa em glória porque, além da dor, vê o alvo” (BARCLAY, 1989, p. 101).
E certamente foi assim que Deus trabalhou na vida de Seus servos na história, fazendo-os ver além da dor, mantendo-os em pé diante da tempestade, olhando firmemente para o alvo. Perseverar assim não é algo natural, mas é fruto de uma ação sobrenatural de Deus em nossa vida. É uma caminhada diária, onde a fé deixa de ser algo meramente emocional e motivado por questões externas, para ser “[...] a garantia do que se espera e a prova do que não se vê” (Hebreus 11:1).
O escritor aos Hebreus exorta: “Portanto, também nós, rodeados de tão grande nuvem de testemunhas, depois de eliminar tudo que nos impede de prosseguir e o pecado que nos assedia, corramos com perseverança a corrida que nos está proposta” (Hebreus 12.1). Não podemos escolher a corrida, pois ela já está proposta por Deus; está no programa Dele. Paulo questionou: “Corríeis bem. Quem vos impediu de obedecer à verdade?” (Gálatas 5.7). Quando procuramos fazer a vontade de Deus, isso implicará em dificuldades tremendas, o que quer dizer que teremos que perseverar.
Paulo escrevendo aos romanos disse algo muito parecido com aquilo que Tiago afirma: “E não somente isso, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz perseverança, e a perseverança, a aprovação, e a aprovação, a esperança; e a esperança não causa decepção, visto que o amor de Deus foi derramado em nosso coração pelo Espírito Santo que nos foi dado” (Romanos 5.3-5). Novamente temos aqui aperseverança, agora em conexão com tribulação. Ou seja, as lutas nos levam a perseverar, a ir além da dor.
O que Deus deseja com isso? Aperfeiçoar nosso caráter. A tribulação dá oportunidade ao Espírito Santo de transformar e conformar cada cristão de acordo com a imagem de Jesus Cristo. Se nossa vida fosse marcada apenas por sucesso e alegria, então muito pouco progresso espiritual seria realizado em nossa experiência. Somente o Espírito Santo é capaz de transformar o sofrimento em perseverança.
Como nos diz a Escritura: “Porque necessitais de perseverança, para que alcanceis a promessa, depois de haverdes feito a vontade de Deus” (Hebreus 10.36). Novamente vemos a palavra perseverança. E aqui temos a conexão com um alvo. Perseverança não é ficar sentado estaticamente esperando as coisas acontecerem, não é resignação diante das circunstâncias. Perseverança é a esperança majestosa, é a atitude que suporta as coisas porque sabe que elas o levarão para um alvo de glorioso (BARCLAY, 1989, p.101).
E então? Vai desistir mesmo? Vai jogar a toalha e esperar o fim? Ou fará como “Abraão, ao contrário do que se podia esperar, creu com esperança [...]” (Romanos 4:18). A vida não é fácil e nunca encontramos nenhum versículo na Bíblia afirmar isso; mas em Deus podemos encontrar o poder para permanecer firme e perseverar até alcançar a promessa que Ele nos deu. Mas como saberei que devo permanecer? É simples, faça o que Jesus disse: “Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. O ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira; assim também vós, se não permanecerdes em mim” (João 15:4). Quando permanecemos em Jesus, Ele mesmo nos mostra a razão para nunca desistir. Por isso, não desista! Faça a vontade de Deus e permaneça.

Tenha uma boa semana em Cristo

Fraternalmente, Pr. Gilson Jr.

29 de outubro de 2014

Deputados debatem sobre a tramitação da LOA 2015 e resultado das eleições



Sessão Ordinária da da Assembleia Legislativa da Paraíba, presidida pelo deputado Edmilson Soares, ladeado pelos deputados Frei Anastácio (E) e Branco Mendes (D)
A sessão ordinária da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), nesta quarta-feira (29), ficou marcada pelas discussões em torno do projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA), referente ao exercício de 2015. Outro tema abordado, na tribuna do plenário Deputado José Mariz, foi o resultado do segundo turno das eleições no Estado.
Deputado Ranieri Paulino


O deputado Raniery Paulino (PMDB), presidente da Comissão de Acompanhamento e Controle da Execução Orçamentária da ALPB, abordou a tramitação da LOA 2015. Segundo ele, o momento agora é de organizar o calendário de tramitação do projeto. “Estamos construindo uma agenda positiva de trabalho. É importante que os colegas parlamentares colaborem e adequem o seu tempo em relação às discussões e a apresentação de emendas ao projeto”, afirmou. 

Branco Mendes (PEN) abordou o resultado das eleições no Estado. “Durante três anos e quatro meses eu fiz parte da bancada do governador e sempre votei favorável às matérias de interesse da Paraíba.

Assim também o fiz, mesmo após deixar a bancada. Sempre fui um parlamentar coerente e vou manter a minha conduta. Desejo ao governador reeleito que faça um bom governo”, afirmou.

O deputado José Aldemir (PEN) agradeceu aos eleitores pela possibilidade de ocupar uma cadeira na ALPB. “Manifesto o meu respeito à população paraibana por ter reeleito o governador Ricardo Coutinho.
 Eu apenas irei cumprir aquilo que os meus eleitores determinaram, que é a continuidade na bancada de oposição, de forma aguerrida, mas responsável, defendendo os interesses do povo”, disse.
Deputado Ranieri

Deputado Frei Anastácio
Deputado Tião Gomes
       
Frei Anastácio (PT) destacou: “Na condição de deputado reeleito, continuarei a exercer as prerrogativas que a Constituição me outorga e a fiscalização das ações do futuro governo.
Continuarei crítico, propositivo e verdadeiro.Com isso, espero dar a minha contribuição”.

O deputado Tião Gomes (PSL) também repercutiu as eleições. “O resultado mostrou que as mudanças implantadas na Paraíba, nos últimos quatro anos, foram positivas”, disse.




Texto: Ângelo Medeiros

Fotos: Juliana Santos

Abertas inscrições para minicursos do 21º Encontro de Iniciação Científica da Universidade Estadual da Paraíba

Iniciação CientíficaJá estão abertas as inscrições para o 21º Encontro de Iniciação Científica da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), que será realizado entre os dias 10 e 12 de novembro, no Centro de Integração Acadêmica, no Câmpus de Bodocongó, abordando o tema “Pesquisa e sociedade: interação e desafios”, no intuito de comemorar a expansão da pesquisa na Universidade.
Constam da programação minicursos (que serão oferecidos nos turnos da manhã e da tarde), palestras, apresentação de trabalhos dos alunos de Iniciação Cientifica, além de momentos culturais. Os interessados em se inscrever nos minicursos devem acessar o site do evento (http://congresso.uepb.edu.br/pibic/) e clicar no menu “Inscrições”.
A programação completa do evento já está disponível no site do Encontro de Iniciação Científica. Entre os assuntos a serem abordados nas atividades estão “Desenvolvimento Tecnológico e Inovação Industrial”, “Nanotecnologia como ferramenta de inovação tecnológica para o desenvolvimento de sistemas inteligentes”, “Bacia Hidrográfica Federal e Estaduais”, “Tecnologias 3D/Prototipagem Rápida”, “A Torre de Babel Tropical: Línguas no Brasil Colônia”, “Medicamentos naturais”, entre outros. Para apresentação de paineis, os participantes devem seguir o modelo pré-estabelecido pela organização do evento e disponibilizado no site.
Outras informações: (83) 3315-3362 ou epibic@uepb.edu.br.