28 de fevereiro de 2015

EDUEPB lança livro digital de ensaios sobre a Filosofia Medial


 A Editora da Universidade Estadual da Paraíba (EDUEPB) acaba de lançar a versão impressa do livro “Contemplatio – Ensaios da Filosofia Medieval”, obra organizada pela professora do Departamento de Filosofia e Ciências Sociais da UEPB, Maria Simone Marinho. No mês de março de 2014 esta mesma produção foi lançada no formato de livro digital.

Para desmistificar o pensamento de que a Idade Média foi marcada pela alcunha de “Idade das Trevas”, os nove autores que participam da obra, sendo seis brasileiros, dois alemães e um espanhol, apontam como os estudiosos representaram parte da diversidade filosófica e cultural da época vivenciada entre os séculos X e XV. De acordo com a docente, a obra convida os leitores a conhecerem mais sobre as reflexões de homens que viveram uma época de riqueza, nas suas mais variadas vertentes.

Ainda segundo a professora Simone, a proposta em produzir um livro sobre o pensamento na Idade Média passou pela necessidade de abordagem acerca da filosofia medieval sobre vários aspectos, entre eles o diálogo inter-religioso, os estudos sobre a linguagem, a escrita feminina na mística medieval e a contribuição da época para a formação do pensamento moderno.

O livro já está disponível para aquisição de estudantes, pesquisadores e leitores interessados na abordagem dos assuntos relativos à Idade Média na livraria da Editora da UEPB, localizada no térreo do prédio da Administração Central, no Câmpus I, em Bodocongó. Já o e-book continua acessível para download na seção de livros digitais no site da Instituição.



27 de fevereiro de 2015

ALPB recebe projetos de lei do MPPB que visam modernizar atuação da instituição




O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, recebeu nesta quinta-feira (26) a visita do procurador-geral de Justiça, Bertrand Asfora, que entregou diversos projetos de lei visando modernizar a atuação Ministério Público do Estado (MPPB) em diversos setores.


O encontro, que ocorreu no gabinete da Presidência, ainda contou com a presença de Carlos Romero Lauria Paulo Neto, secretário-geral do MPPB; do presidente do MP-Procon, Glauberto Bezerra; o coordenador do Centro de Apoio de Cidadania e Direitos Fundamentais do Ministério Público da Paraíba, promotor de Justiça Valberto Lira; e do promotor de Justiça Amadeus Ferreira.



Na ocasião, o presidente Adriano Galdino garantiu que estes projetos de lei do MPPB entram na ordem do dia já na próxima semana. "Estamos dando celeridade a todos os projetos que chegam nesta Casa. A nossa marca é trabalhar para que possamos construir no menor tempo possível uma Paraíba melhor e mais justa para todos. Durante esta semana, já votamos diversas matéria e nosso objetivo é limpar a pauta o quanto antes", disse.


Os projetos de lei entregues para apreciação da ALPB são para a atualização da Lei Orgânica do Ministério Público. "Estamos trazendo projetos de lei do MP que visam a modernizar a atuação da instituição. Estamos propondo a criação do núcleo de atuação no ambiente de mediação fiscal, e trazendo modificações no ambiente de aperfeiçoamento do MPProcon e do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) dos servidores", ressaltou Bertrand Asfora.



Dentre os projetos de lei entregues hoje pelo procurador-geral de Justiça ainda constam aqueles que preveem a criação do Núcleo de Combate a Corrupção e outro que prevê modificações na realização do concurso de promotores.

Deputada Camila Toscano debate prerrogativas dos advogados com OAB-PB


A deputada Camila Toscano (PSDB) participou nesta quinta-feira (26) de reunião com o presidente da Comissão das Prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Paraíba, (OAB-PB), Márcio Maranhão. A parlamentar, que é advogada e exerce a profissão há 11 anos, colocou o mandato a disposição da entidade, e será parceira da Ordem na realização de sessões itinerantes para ouvir os advogados do Estado.

A primeira sessão “Prerrogativas Itinerantes” vai acontecer ainda neste mês de março, no município de Guarabira. “Só com o exercício pleno da profissão, o advogado poderá atuar como defensor dos direitos das pessoas e agir com autonomia. Essas são condições essenciais para a garantia da liberdade e da democratização da Justiça”, pontuou. 

Camila Toscano também discutiu melhores condições de trabalho para os profissionais que atuam diretamente nos Tribunais. Ela citou como exemplo, o fato de ter ouvido algumas queixas de advogados que transitam no TCE, por não possuírem um espaço específico para trabalharem dentro do Tribunal. “Muitos vêm de outros municípios e sentem dificuldades nas questões operacionais e de suporte. Precisamos levantar essa discussão”, propôs.   

O que são prerrogativas – De acordo com o site da OAB, as prerrogativas dos advogados estão previstas pela lei n° 8.906/94 em seus artigos 6º e 7º. A lei garante a esse profissional o direito de exercer a defesa plena de seus clientes, com independência e autonomia, sem temor do magistrado, do representante do Ministério Público ou de qualquer autoridade que possa tentar constrangê-lo ou diminuir o seu papel enquanto defensor das liberdades.

Essas regras garantem, por exemplo, que um advogado tenha o direito de consultar um processo até mesmo sem uma procuração, ou nos casos de ações penais e inquéritos protegidos por sigilo judicial. Ou seja, são garantias fundamentais, previstas em lei, criadas para assegurar o amplo direito de defesa. Prerrogativas profissionais não devem ser confundidas com privilégios, pois tratam apenas de estabelecer garantias para o advogado enquanto representante de legítimos interesses de seus clientes.

Projeto Odisseia Literária monta espetáculo de obra adaptada do poeta Carlos Drummond


O projeto de extensão Odisseia Literária, do curso de Letras do Câmpus IV da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em cidade de Catolé do Rocha, vai estrear no próximo dia 4 de março o espetáculo “O caso do vestido”, texto adaptado da obra do poeta brasileiro Carlos Drummond de Andrade. O espetáculo será encenado a partir das 8h30, no Auditório do Câmpus IV, com entrada gratuita.

Esta será a primeira vez que o grupo monta um espetáculo com características mais dramáticas. A encenação também contará com a presença do Coro Trágico, que marcou as tragédias da Cultura Grega Antiga. A apresentação terá o figurino bordado pela artista plástica Cristina Carvalho. A montagem conta a participação dos atores Jorrana Melo, Izaias Serafim, KLebio Monteiro e Flávia Santos, que são alunos do curso de Letras.

Após essa apresentação, o projeto de extensão passará a ter o apoio das secretarias de Educação e Cultura de Catolé do Rocha, que auxiliarão na montagem do espetáculo “A chegada de Ariano ao Céu”, a ser encenado em praça publica no mês de maio, como parte das comemorações do aniversário da cidade.

De acordo com a professora Andréa Morais, coordenadora do projeto de extensão Odisseia Literária, a ação principal do grupo é levar para as escolas públicas da região mais incentivo à leitura através do teatro, com o propósito de qualificar os jovens estudantes a partir da cultura.




26 de fevereiro de 2015

Projeto Odisseia Literária monta espetáculo de obra adaptada do poeta Carlos Drummond


O projeto de extensão Odisseia Literária, do curso de Letras do Câmpus IV da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em cidade de Catolé do Rocha, vai estrear no próximo dia 4 de março o espetáculo “O caso do vestido”, texto adaptado da obra do poeta brasileiro Carlos Drummond de Andrade. O espetáculo será encenado a partir das 8h30, no Auditório do Câmpus IV, com entrada gratuita.

Esta será a primeira vez que o grupo monta um espetáculo com características mais dramáticas. A encenação também contará com a presença do Coro Trágico, que marcou as tragédias da Cultura Grega Antiga. A apresentação terá o figurino bordado pela artista plástica Cristina Carvalho. A montagem conta a participação dos atores Jorrana Melo, Izaias Serafim, KLebio Monteiro e Flávia Santos, que são alunos do curso de Letras.

Após essa apresentação, o projeto de extensão passará a ter o apoio das secretarias de Educação e Cultura de Catolé do Rocha, que auxiliarão na montagem do espetáculo “A chegada de Ariano ao Céu”, a ser encenado em praça publica no mês de maio, como parte das comemorações do aniversário da cidade.

De acordo com a professora Andréa Morais, coordenadora do projeto de extensão Odisseia Literária, a ação principal do grupo é levar para as escolas públicas da região mais incentivo à leitura através do teatro, com o propósito de qualificar os jovens estudantes a partir da cultura.




DPL publica proporcionalidade para composição das Comissões da Casa

O Diário do Poder Legislativo (DPL) desta quarta-feira (25) publicou a proporcionalidade de partidos políticos e blocos parlamentares para a composição das comissões permanentes e temáticas da Assembleia Legislativa da Paraíba. A definição dos números segue o anúncio do presidente Adriano Galdino realizado na terça-feira (24).
  
De acordo com o presidente, o prazo para indicação da composição das comissões termina na próxima quinta-feira. "Os partidos e blocos têm agora o prazo de 48 horas (até quinta-feira à noite) para definirem e apresentarem os nomes dos parlamentares. Então, a partir dessas indicações a Mesa Diretora vai compor as Comissões e colocar em funcionamento todas elas", destacou Adriano Galdino.

Com base no Regimento Interno da Assembleia Legislativa, caberá ao 1º bloco parlamentar o número de 26 deputados. Esse bloco é integrado por parlamentares dos partidos PSB, PMDB, PEN, DEM, PT, PSD, PSL, PTdoB, PR, PTB, e PCdoB. O 2º bloco parlamentar será composto por oito deputados do PSDB,PSC, PTN, e PRB. O PP ficou com dois parlamentares.

As vagas não preenchidas serão destinadas aos partidos ou blocos, levando-se em conta as frações do quociente encontrado da maior para o menor.


Ainda de acordo com o Regimento Interno, a Assembleia Legislativa pode formar e colocar em funcionamento as seguintes comissões: Acompanhamento e Controle da Execução Orçamentária; Administração, Serviço Público e Segurança; Constituição, Justiça e Redação; Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente; Direitos da Mulher; Direitos Humanos e Minorias; Educação, Cultura e Desportos; Legislação Cidadã; Saúde, Saneamento, Assistência Social, Segurança Alimentar e Nutricional.