25 de maio de 2015

UEPB - Informativo Semanal

A edição 2015 do Repórter Junino, projeto de extensão do Departamento de Comunicação Social da UEPB, será lançada na noite do dia 8 de junho, às 19h, no Centro de Integração Acadêmica, em Bodocongó, marcando o início da série de coberturas no Maior São João do Mundo. O projeto, este ano, traz algumas inovações que irão auxiliar o trabalho de alunos e professores, além de parcerias que foram firmadas com a Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG) e com universidades internacionais. Os trabalhos do projeto contam com a participação de 50 alunos bolsistas do curso de Comunicação Social da UEPB, 10 alunos do curso de Educomunicação da UFCG e alunos voluntários, coordenados pelos professores Fernando Firmino e Arão de Azevêdo. Após o lançamento, o site www.reporterjunino.com.br, estará disponível para visitações com matérias atualizadas.  Lançamento da edição 2015 do projeto Repórter Junino será dia 8 de junho São João

UEPB vai encaminhar propostas de novos cursos de pós-graduação para a Capes 


A Diretoria de Avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior divulgou o calendário para envio de novas propostas de cursos de pós-graduação das instituições de ensino superior do país para avaliação do órgão no ano de 2015. As IES que tiverem propostas de cursos de Mestrado Profissional devem encaminhá-las no período de 8 de junho a 7 de julho, mesmo período para envio de propostas para novos cursos de mestrados e doutorados interinstitucionais. Já as propostas de novos cursos de Mestrado e Doutorado Acadêmicos devem ser encaminhadas no período de 13 de julho a 12 de agosto. A UEPB, através da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, já tem oito propostas de novas pós-graduações a serem encaminhadas para avaliação da Capes. Estão prontas para encaminhamento as propostas de criação dos mestrados profissionalizantes em História, em Engenharia de Produção, em Filosofia, em Ciência e Tecnologia para o Semiárido e em Educomunicação e as propostas dos doutorados em Agrárias, em Ensino de Ciências e Educação Matemática e em Saúde Pública.

UEPB e UFPB  firmam convênio para capacitação de técnicos administrativos

A pós-graduação e pesquisa da UEPB obteve mais uma importante conquista com a aprovação, por parte da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal em Nível Superior, da proposta de criação do Mestrado em Etnobiologia e Conservação da Natureza. O Conselho Técnico Científico do órgão reconheceu a proposta e, com isso, a UEPB passa a oferecer mais um curso de pós-graduação stricto sensu. Agora já são 20 mestrados e cinco 
doutorados na UEPB. A seleção para a primeira turma, bem como o número de vagas a serem oferecidos, será definida em breve com a publicação do edital. O novo curso, explicou a professora Maria José Lima, pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa, funcionará em parceria com a Universidade Federal e Rural de Pernambuco e com a Universidade Regional do Cariri. Na Universidade Estadual, as turmas funcionarão no Câmpus de Bodocongó. 
A Universidade Estadual da Paraíba, confirmando seu compromisso em investir na qualificação dos servidores técnicos administrativos da Instituição, firmou convênio com a Universidade Federal da Paraíba para que sejam reservadas vagas para a participação de seus servidores no Programa de Pós-Graduação em Gestão nas Organizações Aprendentes. A partir de um projeto desenvolvido pelas pró-reitorias de Pós-Graduação  e Pesquisa e de Gestão de Pessoas, ficou definido que entre as 25 vagas oferecidas pelo Mestrado Profissional, cinco delas serão destinadas exclusivamente para os técnicos administrativos da UEPB, no ano de 2015, e outras cinco em 2016. Qualquer funcionário da Instituição poderá participar da sele ção, que estará com inscrições abertas entre os dias 3 e 9 de junho. Segundo o reitor Rangel Junior, o convênio faz parte de um conjunto de ações voltadas para capacitação e qualificação dos técnicos administrativos da UEPB. “Este ano de 2015 está sendo de retomada de ações importantes que estavam travadas pelas dificuldades financeiras que, aos poucos, estão sendo sanadas. Estamos retomando o fôlego para investir na capacitação dos técnicos, que se dá por um planejamento geral da gestão, através de cursos que possam servir para a melhoria da qualidade do serviço prestado por nossos servidores”, destacou. As inscrições devem ser feitas através do endereço eletrônico www.ufpb.br/ pos/mpgoa.




Bruno mobiliza comunidades de 18 bairros campinenses para evitar fechamento da ala materno-infantil da FAP

Representantes de associações comunitárias e presidentes de clubes de mães de Campina Grande participam nesta segunda-feira 25 de reunião na UCES (União Campinense de Entidades Sociais), convocada pelo deputado Bruno Cunha Lima (PSDB), que articula mobilização para tentar evitar o fechamento da ala materno-infantil do Hospital da FAP – um equipamento de saúde que atende comunidades de 18 bairros carentes da cidade, beneficiando em média 50 mil crianças/mês.
Bruno-Cunha-Lima
Deputado Bruno Cunha Lima (PSDB
“O fechamento da ala punirá justamente essas comunidades, que terão a partir daí apenas duas alternativas: ou o Hospital da Criança, cuja demanda se aproxima da exaustão, ou as unidades particulares – proibitivas para a maioria dos usuários do Hospital da FAP”, explica o deputado.
O fechamento foi anunciado pela direção do Hospital da FAP, que alegou falta de teto financeiro para justificar a desarticulação do serviço. O déficit revelado pela instituição é de R$ 50 mil mensais.
“Primeiro, alegaram deficiência de pediatras, o que foi negado pelo Sindicato dos Médicos de Campina”, revela Bruno, que acrescenta: “Ato contínuo, informaram que a ala acumula prejuízos”.
O deputado informou que ao tomar conhecimento do déficit, o prefeito Romero Rodrigues ofereceu contrapartida da Prefeitura de Campina, se comprometendo a arcar com o desembolso mensal de R$ 50 mil para manter a ala aberta.
“Infelizmente, mesmo com a contrapartida prometida pelo Município, não existe aceno no sentido de manter a ala materno-infantil aberta, o que requer intensa mobilização no sentido de viabilizar sua manutenção, pois o fechamento penalizará mães e crianças carentes de Campina Grande”, finalizou Bruno Cunha Lima.


24 de maio de 2015

Ministro da Integração Nacional visitará a Paraíba para discutir a crise hídrica em Campina Grande


Convite partiu da deputada estadual Daniella Ribeiro (PP) em encontro que também contou com a presença do deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP) em Brasília

Atendendo ao convite da deputada estadual Daniella Ribeiro (PP), o Ministro da Integração Nacional, Gilberto Ochi, confirmou presença na sessão especial da Assembleia Legislativa da Paraíba que vai discutir o problema da falta d’água em Campina Grande, no próximo dia 12 de junho. A deputada Daniella Ribeiro, propositora da sessão, fez o convite na tarde desta quinta-feira (21), em uma reunião em Brasília, agendado pelo deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP).

O Ministro vai participar da sessão para debater, entre outros pontos, a situação do açude Epitácio Pessoa que abastece a cidade de Campina Grande e vários municípios do complexo da Borborema, que estão sendo atingidos pela estiagem.

A deputada Daniella Ribeiro vem fazendo diversos alertas na tribuna da Assembleia Legislativa a respeito da situação do manancial que, segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), está com menos de 19% de sua capacidade, o que poderá resultar em um colapso no abastecimento da região.

“A falta de cuidado com a situação daquele manancial resultou neste iminente colapso no abastecimento e esta foi a realidade que levamos ao ministro Gilberto Ochi. Ele prontamente aceitou o convite e estará conosco durante a sessão”, frisou a deputada.

Durante o encontro, o deputado federal Aguinaldo Ribeiro ressaltou a importância da participação do Ministro na sessão especial da Assembleia Legislativa. Segundo ele, a vinda do Gilberto Ochi representa um grande passo na busca por soluções concretas que combatam os efeitos da estiagem na região.

“Estamos juntando forças em prol de uma grande parcela da população paraibana que é diretamente atingida pelo pouco volume de água dos mananciais daquela região. Temos que acabar com os problemas causados pela falta d’água e buscar melhorias pra um povo que passa por muitas privações devido a estiagem”, disse.
https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif








Adriano Galdino lamenta que deputados da oposição não participem de CPI’s na Assembleia Legislativa

O deputado Adriano Galdino, presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, lamentou na manhã desta quinta-feira (21) o fato dos deputados da bancada de oposição não estarem participando de Comissões Parlamentares de Inquéritos (CPI), a exemplo das CPI’s do Telemarketing e dos Pardais. 
Presidente da AL Adriano Galdino

“O verdadeiro papel de um deputado da oposição não é só fiscalizar o governo. O verdadeiro papel de um deputado é construir caminhos para dar aos paraibanos uma vida melhor”, afirmou.
 
O presidente da Assembleia destacou a importância social das CPI’s  e que a oposição não exerce seu dever de contribuir com os assuntos de interesse da Paraíba. “A oposição só quer fiscalizar e criticar o governo e isso mostra que o papel da bancada oposicionista está menor do que deveria ser”, ressaltou Adriano Galdino.
 
A CPI dos Pardais, que é de autoria do presidente da ALPB, Adriano Galdino e tem como objetivo investigar a cobrança indiscriminada de multas no trânsito de João Pessoa ainda será instalada na Casa. “Vou me reunir com os deputados e decidiremos quem presidirá essa CPI”, garantiu Adriano Galdino.



                   

23 de maio de 2015

João Henrique recebe relatório sobre crise hídrica na região de Princesa Isabel


O deputado estadual João Henrique (DEM), recebeu na tarde desta quinta-feira (21), dois representantes do movimento “Amigos de Princesa”, Zé Cazuza e Conceição Cazuza que, por sua vez, entregaram ao parlamentar um relatório sobre a atual situação hídrica do município de Princesa Isabel.



Na ocasião, o deputado, que recentemente obteve aprovação de um pedido seu para realização de uma Audiência Pública da Frente Parlamentar da água na cidade, também recebeu um documento da Câmara de Dirigentes Lojistas de Princesa (CDL), para ser encaminhado ao Governo do Estado, com o registro de apelo oficial feito por empresários do município para resolução da grave crise hídrica pela qual passa a região.

De acordo com os "Amigos de Princesa", é necessário o interesse dos políticos locais e estaduais para que a situação seja resolvida no Açude de Jatobá II, principal fonte de abastecimento do município que soma atualmente 21.283 habitantes e que está a beira de um colapso.

O Jatobá II já atingiu seu volume morto e está sem viabilidade de abastecer a população princesense. "Dispomos de menos de 3% do volume total do açude de Jatobá II, de acordo com a AESA. Conforme dados do relatório da Agência Nacional das Águas (ANA), Princesa Isabel só disponibilizará de água até o final de maio", destacou Conceição Cazuza.

O deputado informou que seu pedido é para realização de uma visita dos deputados através da Frente Parlamentar à Princesa Isabel para que, em caráter emergencial, seja analisado e encaminhado ao Ministério da Integração e ao Governo do Estado detalhamentos sobre os problemas decorrentes no nível crítico do Reservatório Jatobá II, que está com um volume de 143.634 m³, correspondente a 2,2% da sua capacidade total, fato detectado pelo monitoramento realizado em 11 de Maio de 2015, pela Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (AESA).

O parlamentar ainda solicitou que sejam convocados representantes da Prefeitura de Princesa Isabel, da Defesa Civil Municipal, da Cagepa, da Associação Comercial de Princesa Isabel e da Câmara Municipal para que todos possam unir forças em prol da cidade.

A data da Audiência Pública ainda será definida entre a organização da Frente Parlamentar da Água, assessoria do deputado e Câmara Municipal de Princesa Isabel. “Diante deste quadro que já é do nosso conhecimento e fortalecidos com o apelo dos Amigos de Princesa, encaminhamos esta preocupação a Frente Parlamentar das Águas para que possa dar suporte nos direcionamentos, e pelo menos, minimizar esses efeitos que, se consolidados, causarão prejuízos incalculáveis a toda região de Princesa Isabel. Para isso, também nos reunimos com o presidente da Frente Parlamentar Jeová Campos e com outros deputados e juntos vamos cobrar ações urgentes para Princesa,” finalizou o deputado João Henrique.

https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif

Hervázio Bezerra apresenta leis que protegem pessoas nas áreas de cirurgia plástica e odontologia


Com o objetivo de proporcionar garantias à saúde dos cidadãos e cidadãs da Paraíba, bem como assegurar direitos do consumidor, o deputado Hervázio Bezerra, líder do Governo na Assembleia Legislativa, já apresentou na atual legislatura, 16 projetos de lei.
Deputado Hervázio Bezerra,
No campo das cirurgias plásticas projeto de lei institui a obrigatoriedade e responsabilidade dos médicos cirurgiões-plásticos em informar ao paciente a procedência das próteses de silicone implantadas em pessoas no âmbito do Estado, inclusive nome do fabricante e numeração do lote.
O deputado justifica sua iniciativa: “Por se tratar de uma questão de saúde pública, levando-se em consideração o número crescente de cirurgias para colocar implantes de silicone, é de suma importância que o paciente saiba exatamente qual a procedência da prótese que será alocada em seu corpo”, ressalta Hervázio Bezerra.
O parlamentar acrescenta que os profissionais que não cumprirem o que determina a lei pagarão multa de 200 (duzentas) a 600 (seiscentas) Unidades Fiscais de Referência do Estado da Paraíba – UFR/PBs, dobrando o valor em caso de reincidência.  “Entendemos que a informação ao paciente garantirá mais segurança nas cirurgias, com menores riscos inadvertidos ao próprio paciente”, concluiu.

Instrumentos odontológicos - Um outro projeto de lei de autoria de Hevárzio Bezerra estabelece a proibição da venda de produtos e instrumentos odontológicos para pessoas não habilitadas que não exerçam a profissão no Estado. Apenas os profissionais credenciados pelo Conselho de Odontologia estão autorizados à colocação e manuseio dos produtos odontológicos.
De acordo com o deputado existe uma preocupação crescente dos Conselhos de Odontologia por todo Brasil, qual seja o manuseio por pessoas que não são profissionais capacitados para manipular, aplicar e utilizar materiais odontológicos.

Após diversas polêmicas e conhecendo os riscos, muitos adolescentes continuam fazendo uso de braquetes, elásticos coloridos e outros materiais em seus dentes, com o intuito de “decorar suas bocas” e “estar na moda”. “Outro perigo a ser salientado é o da inexistência da origem do material usado, podendo causar diversos problemas, entre eles a gengivite. O que se quer evitar com essa proposta é que a moda do sorriso colorido chegue ao nosso Estado, causando problemas a saúde bucal dos nossos jovens”, alerta Hervázio.

Assessoria do deputado